O que caracteriza o assédio moral no trabalho?

O assédio moral no ambiente de trabalho configura-se como toda e qualquer conduta abusiva que, cometida com frequência e dada sua perpetuação no tempo, entre em conflito com a integridade moral, psíquica ou física do bancário ou vá contra a sua dignidade. São atitudes que causam desestruturação emocional e ameaçam a permanência do trabalhador no cargo, forçando-o, muitas vezes, a solicitar uma aposentadoria precoce, transferência de setor e, até mesmo, a pedir demissão.

Alguns exemplos de conduta que configuram como assédio moral nas instituições bancárias são: delegar número excessivo de tarefas ao funcionário ou retirar suas atividades, causando humilhação frente a outros bancários; fazer críticas sobre a vida pessoal do trabalhador; disseminar boatos que difamem a imagem do funcionário; limitar ou vigiar o número de vezes que o bancário vai ao banheiro.


As formas mais eficientes de se comprovar que houve assédio moral são arquivos de conversa que demonstrem a situação de assédio, ou através de testemunhas que tenham presenciado tai situações.


Caso você, bancário, necessite de ajuda em casos semelhantes, envie-nos uma mensagem e nossa equipe de advogados poderá de auxiliar.